por ANTONIO MENDES DA SILVA FILHO

Doutor em Ciência da Computação (UFPE)

 

Inclusão Digital e Comunidades Online

Discontent is the first necessity of progress”. Thomas A. Edison

 

A inclusão digital no Brasil continua a apresentar números inaceitáveis. Num recente estudo feito pela Association for Progressive Communication e divulgado no relatório intitulado “Global Information Society Watch” o Brasil tem 57% de seus municípios sem a infra-estrutura básica necessária para permitir que suas respectivas comunidades possam ter acesso a Internet.  Trata-se de um retrato da situação atual do país quanto à dificuldade de minorar o abismo digital da sociedade brasileira. O relatório, contudo, traz também boas notícias. Ele aponta que o governo brasileiro conseguiu dotar escolas e centros comunitários com pontos de acesso a Internet em aproximadamente 37% dos municípios. Trata-se de um avanço, mas é muito pouco para um país das dimensões do Brasil.

Vejo tudo isso com muito pesar já que desde o governo anterior não tem havido um adequado planejamento para tratar o problema da inclusão digital. Se os pilares da inclusão digital não forem devidamente levados em consideração, essa situação tende a continuar. O Brasil através de seu governo e sociedade organizada precisa recuperar o tempo perdido em busca de solução apropriada. Remendos como o programa do ‘laptop de 100 dólares’ servem apenas de publicidade, quando muito, e constituem nada além do que uma gota num oceano.

Segundo dados do Comitê Gestor da Internet no Brasil, o país conta com cerca de 20% dos domicílios brasileiros dotados de computador e quase 15% dos municípios com acesso a Internet. Esses são apenas dois indicadores utilizados pelo referido comitê, mas eles refletem a precariedade da infra-estrutura de TIC (Tecnologia da Informação e Comunicação) necessárias para o devido acesso e uso da Internet. Uma das razões que explica porque esses números não avançam é, em parte, a falta de planejamento e busca de soluções adequadas ao problema. A outra parte da causa da exclusão digital é a inépcia do governo brasileiro em identificar soluções apropriadas e executá-las seguindo um planejamento.

Entretanto, isto constitui apenas uma parte do problema. Não adianta dotar a população de TIC’s se não há renda e o nível educacional também não acompanham esse processo de melhoria. A inclusão social é uma premissa para inclusão digital. As decisões que têm sido tomadas pelo governo e aplicadas servem apenas de ‘colírio’ para os excluídos já que cerca de 80% da população brasileira vê-se cerceada de participarem e tirarem proveito do que se chamam comunidades online. Uma comunidade online compreende grupos de pessoas que compartilham informações (textos, vídeos, músicas, fotos e quaisquer outros artefatos digitais) além de experiências como ocorrem em blogs.

De tudo o que foi dito acima, perceba que as pessoas compreendem a parte mais essencial da comunidade, seja ela online (isto é virtual) ou física. Se ações para elevar a capacidade de renda e nível educacional não forem levadas em consideração juntamente com ações para prover adequada infra-estrutura de acesso a Internet, esses números apontados nesse artigo irão se arrastar por um longo tempo.

Quisera eu pudesse estar discutindo outras questões mais atuais das tecnologias e como se tirar o máximo de vantagem da Internet e da grande variedade de gadgets (isto é modernos e pequenos equipamentos eletrônicos) hoje existentes. Entretanto, faz-se necessário discutir erros encontrados e apontar soluções.

Leitores interessados no tópico podem encontrar mais informações no sites:

Os três pilares da inclusão digital

Inclusão Digital: Em Busca do Tempo Perdido

Inclusão Digital = Inclusão Social + TIC’s

Inclusão Digital – Sobre a solução com ‘Laptop de 100 dólares’ e a inebriante inépcia do governo brasileiro

 

por ANTONIO MENDES DA SILVA FILHO

   

Clique e cadastre-se para receber os informes mensais da Revista Espaço Acadêmico

 

clique e acesse todos os artigos publicados...  

http://www.espacoacademico.com.br - Copyright © 2001-2007 - Todos os direitos reservados