por ANTONIO MENDES DA SILVA FILHO

Doutor em Ciência da Computação (UFPE)

 

Telefonia Celular: 

tendência e novo propulsor da Internet

 

Innovation is the specific instrument of entrepreneurship... the act that endows resources with a new capacity to create wealth”.  Peter Drucker,

 

Telefonia celular será o propulsor da Internet nos próximos anos. A população mundial hoje é estimada em aproximadamente 6.6 bilhões de habitantes. Desse total, 2.5 bilhões têm telefones celulares e desse universo, 1.1 bilhão acessam a Internet. Mantenha esses dados em mente por um instante para entender o que estar para acontecer. Como poderíamos antever a adoção de uma nova tecnologia?

É importante iniciar com uma análise de dados históricos de tecnologias similares. Além disso, torna-se necessário analisar fatores humanos influenciadores como, por exemplo: custo, mudança de comportamento exigido, tempo gasto com o novo dispositivo, importância do dispositivo para o cotidiano do indivíduo. Considere os dados de adoção da telefonia celular e outras tecnologias nos EUA, como ilustrado na Figura 1.

Figura 1

 

Vale observar que um usuário comum norte americano tem um gasto médio US$ 62,00 por mês. Ainda considerando a população americana, tem-se que 1 em cada 5 usuários usam aparelho celular para armazenar e/ou transmitir dados. Um outro fator a ser considerado na adoção de uma nova tecnologia é sua diversidade de uso. Veja o quadro ilustrado na Figura 2 que mostra a variedade de uso da tecnologia de comunicação sem fio. Esses dados se referem ao uso pela população dos EUA

Figura 2

 

Cabe ainda salientar que o uso de uma nova tecnologia depende não apenas de seu uso final, isto é sua finalidade, mas também da faixa etária de seus usuários. Isso é ilustrado na figura 3 com a base de usuários americanos. Perceba a diversidade de uso e preferências das 5 faixas etárias.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Figura 3

 

Se considerarmos apenas os dados da população americana mostrados nas três figuras anteriores, percebe-se o uso do celular como mais dispositivo indispensável às atividades cotidianas das pessoas. Agora, se extrapolarmos seu uso para população mundial, verifica-se que a quantidade de usuários de celulares online pulou de 50 milhões em 1997 para quase 1.1 bilhão em 2007. Trata-se de um crescimento vertiginoso que tem acontecido a medida que as pessoas acham mais utilidades, além da comunicação, para tais aparelhos. O tempo necessário para se conseguir outros 5.5 bilhões de usuários (isto é, o restante da população mundial) é apenas um questão de tempo que depende apenas de maior oferta (disponibilidade de serviços) e redução dos custos de comunicação. Já de olho nesse mercado promissor, a Vodafone (cia do Reino Unido) está disposta a pagar US$ 11.1 bilhões pelo controle de uma empresa indiana Hutch-Essar. Note que o número de novos usuários de celulares na Índia crescem 6 milhões a cada mês. Outro importante passo que a Índia está dando é criando um pacote de incentivos  para atrair US$ 9 bilhões em investimentos estrangeiros. Para tanto, o governo indiano oferecerá empréstimos com taxa de 0.0% de juros e vai custear 25% de todas as despesas, durante o período de 10 anos, para a instalação de fabricas de semicondutores. Isso é resultado do planejamento estratégico indiano de se posicionar como produtor de tecnologias de ponta dentre os países considerados como de economia emergentes (China, Rússia, Índia e Brasil). Já o Brasil, embora uma economia promissora e com um total de pouco mais de 100 milhões de celulares parece ficar no vaticínio já que falta planejamento estratégico (ou vontade) visando alavancar o setor tecnológico e melhor posicionamento dentre as economias emergentes.

Leitores interessados no tópico podem encontrar mais informações no site: http://www.internetworldstats.com/stats.htm

 

por ANTONIO MENDES DA SILVA FILHO

   

Clique e cadastre-se para receber os informes mensais da Revista Espaço Acadêmico

 

clique e acesse todos os artigos publicados...  

http://www.espacoacademico.com.br - Copyright © 2001-2007 - Todos os direitos reservados