Por

ANTONIO MENDES DA SILVA FILHO
Doutor em Ciência da Computação. Docente do DIN/UEM

A Usabilidade e a Web

 

Hoje em dia, interagir com sistemas computacionais deixou de ser privilégio de profissionais da área de computação e tornou-se em algo comum. Os projetistas e desenvolvedores de sistemas computacionais e, notadamente, dos sistemas interativos têm sido colocados em posição de influenciar a sociedade. Entretanto, é imperativo que eles (projetistas e desenvolvedores) possam desempenhar bem seu trabalho, especificamente, no projeto de sistemas computacionais interativos onde há interação entre ser humano e computador e têm como propriedade essencial prover suporte à atividade humana. Tal sistema habilita o ser humano a realizar suas tarefas mais rapidamente, com menos erros, com aprendizado menor, com qualidade resultante maior e com satisfação também maior. Isto, contudo, depende da usabilidade do sistema.

 

Usabilidade é uma palavra que tem feito cada vez mais parte do vocabulário dos atuais projetistas de sistemas interativos. A usabilidade é um conceito chave no campo da Interação Humano-Computador (IHC), sendo ela um atributo de qualidade de sistemas que são fáceis de usar e fáceis de aprender.

 

Para avaliar a usabilidade de um sistema interativo, poderíamos fazer uso de um conjunto de critérios que nos ajudasse a mensurar a usabilidade desse sistema. Exemplos de critérios que poderiam ser utilizados são:

 

1.      Tempo para concluir uma tarefa;

2.      Percentual de tarefas terminadas por unidade de tempo;

3.      Razão de acertos e erros;

4.      Tempo gasto com erros;

5.      Número de comando utilizados;

6.      Freqüência de uso do help;

7.      Quantidade de vezes que o usuário expressa satisfação ou frustação.

 

Atualmente, temos uma gama maior de usuários em função da popularidade da Internet. Lembre-se que nos primeiros anos a Web era acessada apenas por pessoas que tinham atuação pioneira no uso de tecnologias avançadas. Todavia, com a crescente popularidade da Web, a quantidade e diversidade de usuários acentuou-se drasticamente. Para a todos esses usuários, torna-se imperativo aumentar a usabilidade e garantir que o conteúdo seja compatível com a capacidade de compreensão e leituras dos usuários.

 

É importante observar ainda que na atual economia de rede o website constitui a principal interface de uma empresa com clientes. Na verdade, para empresas de comércio eletrônico, o site é a própria empresa. A interface com o usuário torna-se então no material de marketing, a vitrine, o interior de loja, a equipe de vendas, tudo enfim. Dessa forma, não prover usabilidade significa ter um loja no local de acesso muito difícil. Portanto, uma má usabilidade equivale a nenhum cliente.

 

Adicionalmente, a Web pode ser vista com uma economia de atenção onde a principal moeda é o tempo de usuário. Note que para um usuário, o custo de navegar de um site para outro é ínfimo e o benefício esperado de ficar no site atual não é especialmente elevado, pois depende do conteúdo. O conteúdo da Web deve dar imediatamente benefícios aos usuários sob a pena de eles alocarem tempo a outros sites.

 

O conteúdo é o foco da atenção do usuário da Web. É a razão dos usuários se conectarem e é a primeira coisa que olham quando visualizam uma página. O conteúdo de qualidade é um dos dois determinantes mais importantes de usabilidade da Web. O outro determinante é se os usuários podem achar a página que desejam.

 

Na Web, conteúdo de qualidade significa algo diferente daquilo que se tem na mídia tradicional. As qualidades de produção são menos importantes. Um texto bem escrito e belas imagens são apreciados. Todavia, não são aspectos que definem a qualidade. Ao invés, um usuário buscando por conteúdo poderia levantar questões como, por exemplo: O que tenho a ganhar? Como isso ajuda a resolver meu problema?

 

É importante considerar que os usuários da Web, geralmente, buscam por respostas rápidas e são altamente orientados a metas. Assim, o conteúdo deve levar em consideração tanto a impaciência dos usuários quanto as possíveis metas de sua população-alvo, oferecendo-lhe conteúdo útil com respostas rápidas. Do contrário, perde-se usuários, perde-se clientes, perde-se leitores, perde-se...

ANTONIO MENDES DA SILVA FILHO

     

 


http://www.espacoacademico.com.br - Copyright © 2001-2003 - Todos os direitos reservados